terça-feira, 16 de outubro de 2012

Raízes inova com notícias em papel e pela internet



Por Ayne Salviano

Os objetivos estavam bem definidos. Os alunos do 5º ano do Colégio Geração Raízes, situado no bairro Nova Iorque, em Araçatuba, precisavam perceber a importância do registro escrito. No planejamento da professora de língua portuguesa Daniela Giacomini Gimael de Albuquerque, era necessário discutir a respeito dos vários acontecimentos e a maneira como divulgá-los.
Para exemplificar estas ideias, ela estudou com os alunos - com idades entre 10 e 11 anos - a primeira carta enviada por Pero Vaz de Caminha ao rei de Portugal dando notícias do Brasil à época do descobrimento.
Conteúdo lançado, a professora Daniela associou este conhecimento à Semana Cultural “As contribuições das diversas áreas do conhecimento no desenvolvimento da Ciência e Tecnologia Moderna”, desenvolvida na semana passada. Para coletar as informações sobre as atividades do evento e produzir notícias, os aproximadamente 20 alunos foram divididos em pequenos grupos/editorias.
Alunos do 5º ano do Raízes responsáveis pela cobertura jornalística
da Semana Cultural e elaboração do jornal mural. Fotos: Paulo Gonçalves


Estes repórteres mirins pesquisaram, entrevistaram e redigiram os textos que foram publicados diariamente no jornal mural da escola e enviados, simultaneamente, aos pais por e-mail.

PREPARAÇÃO
No primeiro semestre deste ano, a convite da diretora pedagógica Susana Carvalhaes Ferreira Fregonesi e da coordenadora Liene Martins Berteli de Oliveira, o Programa Jornal e Educação Ler para Crescer da Folha da Região desenvolveu atividades de produção de notícia com os alunos do 5º ano.
Estudantes admiram o trabalho, elogiado por professores, alunos e pais

Eles aprenderam que notícia é todo fato, recente, verdadeiro e de interesse público, e que para escrevê-la existe um modelo chamado pirâmide invertida. Nele, o primeiro parágrafo reproduz as respostas às seguintes indagações: quem, fez o que, como, quando, onde e por quê.
Na prática, primeiro eles desenharam uma notícia que gostariam de ver publicada no jornal da escola do dia seguinte. Depois fizeram entrevistas com os colegas de classe para descobrirem pautas que poderiam se transformar em notícia. Em outras atividades, produziram notícias do cotidiano da turma que foram divulgadas no jornal mural da sala de aula.

Mural, elaborado diariamente. teve local de destaque na escola.
As mesmas notícias seguiram por e-mail para os pais

ESPECIALIZAÇÃO
Para a cobertura da Semana Cultural houve uma mobilização maior. Depois da cobertura jornalística feita pelos repórteres mirins, as notícias foram corrigidas/editadas pela professora, as imagens colhidas pelos alunos e, por fim, foi feita a diagramação para exposição no mural e o envio pelo e-mail aos pais. “Queríamos divulgar os fatos para os alunos, mas também para as famílias, e esta foi a melhor forma que encontramos”, contou a coordenadora.






Nenhum comentário:

Postar um comentário