terça-feira, 12 de junho de 2012

Olimpíada de História


Ayne Salviano
Folha da Região - 12/06/2012 (B6)

Estão abertas as inscrições para a 4ª Olimpíada Nacional em História do Brasil, uma iniciativa do Museu Exploratório de Ciências da Unicamp (Universidade de Campinas). Professores e estudantes de todo o Brasil estão convidados. As inscrições podem ser feitas até o dia 10 de agosto pelo sitehttp://www.historiadigital.org/noticias/4a-olimpiada-em-historia-do-brasil/.

PARA SABER
A 1ª Olimpíada aconteceu em 2009. Contou com aproximadamente 16 mil inscritos e fez sucesso entre alunos e professores. Desde então, vêm crescendo ano a ano e já contabilizou a participação de mais de 120 mil pessoas. Só no ano passado, foram 65 mil inscritos representando todos os estados brasileiros.



FÁCIL, FÁCIL
Este ano, o evento traz novamente o desafio de estudar a história do Brasil por meio de textos, documentos, imagens e mapas, ao longo de questões de múltipla escolha e da realização de tarefas muito especiais. Serão cinco fases on-line e uma final, presencial.

CONVIDADOS
A competição envolve professores de história e alunos do 8º e 9º anos do ensino fundamental e das séries do ensino médio em um trabalho coletivo de estudar não apenas o conteúdo das questões propostas, mas de desenvolver um olhar crítico para a história. Dessa forma, é valorizado o processo de aprendizagem e construção do conhecimento. O contato direto com documentos históricos permite aos participantes trabalharem como historiadores, à medida que processam as informações exigidas nas respostas das questões em cada fase.

COMO PARTICIPAR
A primeira fase terá início em 20 de agosto e a final acontecerá nos dias 20 e 21 de outubro na Universidade Estadual de Campinas. O Museu Exploratório de Ciências custeará as passagens de avião de 37 equipes para participarem da final, selecionadas de acordo com sua pontuação nas fases on-line.

REGRAS DO JOGO
Serão selecionadas: para cada estado da Federação, a equipe com maior pontuação; a equipe de escola pública com maior pontuação em cada uma das cinco regiões do país (norte, nordeste, sudeste, sul e centro-oeste) e as cinco equipes de escola pública com maior pontuação, independente da região.

PARA PROFESSORES
Os responsáveis por essas equipes serão convidados a permanecer na Unicamp para realizar um curso de capacitação de uma semana, com custos de hospedagem cobertos também pelo Museu, após a final da Olimpíada.

PREMIAÇÃO
A Olimpíada premiará escolas, alunos e professores com 60 medalhas de ouro, 100 de prata e 140 de bronze, além de certificados de participação para todos os inscritos e todas as escolas participantes.

PARTICIPAÇÃO
Iniciativas como A Olimpíada Nacional em História do Brasil precisam motivar professores e alunos locais e da região. Primeiro porque é uma forma diferente de estudar, como se fosse um jogo colaborativo onde mestre e discípulos se reúnem e unem suas forças. Depois, porque os assuntos são vitais para quem quer que essas novas gerações cresçam e se desenvolvam de forma consciente, politizada, como verdadeiros cidadãos.

AVISO
Assim, colegas diretores, coordenadores e professores de História que aceitarem o desafio, não se esqueçam de nos comunicar para acompanharmos o desenvolvimento da sua equipe. Boa sorte a todos!

Ayne Regina Gonçalves Salviano é jornalista e professora. Mestre em Comunicação e Semiótica. Especialista em Metodologia Didática. Professora no ensino médio, graduação e pós na rede particular de Araçatuba. Coordenadora do Programa Jornal e Educação Ler para Crescer da Folha da Região.

Nenhum comentário:

Postar um comentário