quarta-feira, 30 de maio de 2012

Porque vale a pena


Ayne Salviano
Folha da Região - 29/05/2012 (B6)

Capacitação de professores no Ary Bocuhy
A experiência de capacitar professores em suas escolas durante o horário de estudo coletivo tem sido gratificante. É especialmente diferente dos cursos que ministro periodicamente na Folha da Região ou ocasionalmente na Diretoria de Ensino, grande parceira do nosso projeto de estímulo à leitura e à cidadania.

CUSTOMIZAÇÃO
Minha presença em um grupo cujos interesses já estão focados faz com que o atendimento seja personalizado para suprir as necessidades daquela instituição. Foi assim na escola estadual Ary Bocuhy (veja matéria ao lado), no Country Ville. Está sendo assim no Colégio Geração Raízes, no Nova Iorque, ambas em Araçatuba.



CONVITE
No caso específico da Ary Bocuhy, embora alguns educadores de lá já tivessem participado de outros cursos do Ler para Crescer, durante nossos encontros naquela escola pudemos afinar os interesses e planejar ações, que começaram com o fanzine, mas devem culminar com um jornal escolar feito por professores e alunos. Claro que tudo isso só pôde acontecer porque direção e coordenação estão apostando na ideia de que a leitura correta dos veículos de comunicação ajuda na formação crítica do cidadão.

PARTICIPAÇÃO CIDADÃ
Quando a repórter Flávia Forni esteve na Ary Bocuhy para a exposição dos fanzines, a coordenadora pedagógica do ensino fundamental Ana Gracia Longuine Almeida confirmou acreditar que o jornal promove uma leitura contextualizada do mundo e que acrescenta em todas as disciplinas, não apenas em língua portuguesa. Tanto que todos os professores estão usando os exemplares da Folha nas atividades que desenvolvam a criatividade e a interpretação. Trabalho que tem valido a pena, como também atestaram educadores e estudantes.

CURSOS
E por falar em aulas, amanhã encerro mais um curso neste semestre: “Como se faz artigo para jornal”, ministrado todas as quartas-feiras do mês de maio, pela manhã, na sede da Folha. Foram encontros muito produtivos, com uma turma pra lá de especial composta por educadores, estudantes de pedagogia e história, mais representantes da comunidade que se sentiram motivados a expressar suas opiniões por meio dos veículos de comunicação. Alguns são “velhos conhecidos”, de outras capacitações. Outros, novos adeptos da ideia de que a sociedade precisa constituir o 5º poder. Mais do que o Executivo, o Legislativo, o Judiciário e a imprensa, é o povo que precisa decidir o seu destino, conhecendo, se manifestando, opinando, realizando.

SEGUNDO SEMESTRE
Um novo curso está com inscrições abertas. Trata-se do “Como fazer um jornal escolar”. Ele começará em agosto e terminará em setembro, também com aulas às quartas-feiras pela manhã. A ideia é capacitar educadores para que, junto com seus colegas de profissão e alunos, promovam uma comunicação melhor por meio de um veículo impresso feito pelo e para os alunos. Os interessados ainda podem se inscrever pelo e-mail lerparacrescer@folhadaregiao.com.br. As vagas são limitadas. E é tudo gratuito. Quem cumprir todas as etapas pode receber certificados de até 30 horas.

NOVOS PROJETOS
Para fazer o planejamento dos novos cursos, estou trabalhando com as sugestões surgidas nas avaliações respondidas pelos educadores-parceiros do Ler para Crescer. As ideias das novas propostas devem ser de crônicas e textos coletivos, aos moldes da teoria dos editoriais dos jornais, mas com aulas só para o ano que vem. Ainda este ano devemos repetir a oficina de notícias para professores ligados ao Estado. A aula está sendo organizada pela Diretoria de Ensino. Até lá!

Ayne Regina Gonçalves Salviano é jornalista e professora. Mestre em Comunicação e Semiótica. Especialista em Metodologia Didática. Professora no ensino médio, graduação e pós na rede particular de Araçatuba. Coordenadora do Programa Jornal e Educação Ler para Crescer da Folha da Região.

Nenhum comentário:

Postar um comentário