terça-feira, 10 de abril de 2012

DM na sala de aula

Jornal e Educação

O meio ambiente e a anatomia do corpo humano foram os temas trabalhados com jornal na sala de aula.
A Escola Círculo Operário, a Escola Municipal de Educação Infantil Estrela da Manhã e a Escola Municipal de Educação Infantil Osório Cardoso Teixeira, no Paraná, desenvolveram técnicas com o jornal para incentivar desde a conscientização ambiental até noções de biologia.
Ao mesmo tempo, o contato com o jornal auxilia na visualização dos temas, com reportagens veiculadas às novas questões, além do usual incentivo à leitura e ao contato com o papel. Conheça as experiências.


ESCOLA CÍRCULO OPERÁRIO

Por um ambiente organizado

Aprendendo o lugar do lixo, suas propriedades e usos, os alunos confeccionaram suas próprias lixeirinhas para a sala de aula. O desafio da professora Simone aos pequenos estudantes do 3º ano uniu disciplina e noções criativas para desenvolver habilidades artísticas. Utilizando jornal, lata pequena, cola e tinta guache, a aprendizagem ficou por conta de resolver um antigo problema da classe: a necessidade de lixeirinhas individuais. Após observar o conteúdo do jornal, fazendo alusão de questões referentes ao tema, a professora trabalhou o desenvolvimento das cores e formas para decorar a lixeira. Com o jornal como material para colagem, a tinta deu o acabamento colorido fina.

“Fazer com que a criança desenvolva as suas habilidades artísticas, evitar que a criança tenha que interromper seus trabalhos para apontar lápis, etc, e trabalhar com o jornal nas suas mais diversas formas, foram as ações propostas.”, explicou Simone.

(Os alunos trabalharam habilidades artísticas e questões ambientais / FOTO / ESCOLA CÍRCULO OPERÁRIO)


EMEI ESTRELA DA MANHÃ

A concepção do próximo através da modelagem.

Imersos no mundo da comunicação através do jornal por duas semanas, a atividade utilizou a modelagem para trabalhar as diversas formas do corpo humano. O miniprojeto proposto aos alunos de três anos de idade do maternal culminou em quatro momentos. A professora Cláudia e a auxiliar Luci utilizaram o jornal como suporte pedagógico para tratar da diversidade.
Num primeiro momento, os alunos picaram folhas de jornal com movimento de pinça aprimorando a motricidade para, posteriormente, colocar o material em um recipiente com cola e água afim de formar uma mistura homogênea. Com a ajuda de Cláudia e Luci, as crianças modelaram o corpo humano em uma bandeja de isopor, material alternativo recolhido na escola. E por último, com os bonecos já secos e estruturados, os alunos pintaram cada molde com tinta guache colorida.

“O trabalho ficou muito lindo e será levado no final do projeto para casa pelos alunos”, disse a professora Cláudia, que conseguiu trabalhar as formas artísticas juntamente com a disciplina de biologia.

(O jornal como suporte pedagógico)


EMEI OSÓRIO CARDOSO TEIXEIRA

Identidade corporal e comunicação

Afirmar o traço individual de cada pessoa utilizando as noções das partes do corpo humano trouxe a importância do respeito às diferenças e o conhecimento do próprio corpo humano. Com jornal e fita crepe as crianças aprenderam a construir um boneco para elucidar as partes do corpo humano, através do manuseio com folhas de jornal. Após a confecção dos bonecos, os valores e as especificidades individuais foram comentadas.

“Proporcionar o conhecimento das partes do corpo, nomeando-as e reconhecendo sua importância, além de exercitar a observação das características de cada um, evoluindo no seu traçado em busca de uma representação fiel, foram as ações desenvolvidas.”, reiterou a professora Simone.
Contudo, o jornal também foi trabalhado em sua riqueza de conteúdo e suporte de mídia, mostrando aos alunos os usos e representações.

(Após a confecção dos bonecos, os valores e as especificidades individuais foram comentadas / )

Nenhum comentário:

Postar um comentário