quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

Investimento direto em educação básica foi de 4,3% do PIB em 2010


O investimento público direto em Educação Básica, em 2010, foi de 4,3% do Produto Interno Bruto (PIB), segundo informou nesta semana o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). A Meta 5, do Todos Pela Educação, estabelece que 5% do PIB deveria ser investido pelo setor público na Educação Básica em 2010.

Baixe a apresentação do Inep aqui

Naquele ano, a Educação Superior recebeu 0,8% do PIB e, portanto, o investimento público direto foi de 5,1% do PIB. Veja na tabela abaixo como ficou a divisão entre as diferentes etapas do ensino.



O investimento público total em Educação, que inclui as transferências do setor público para o setor privado, em programas como o Financiamento Estudantil (Fies) ou o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec), entre outros, foi de 4,9% para a Educação Básica e 0,9% para o Ensino Superior.

Investimento por aluno
O investimento médio por aluno da Educação Básica foi de R$ 3.580 e, no Ensino Superior, de R$ 17.952. Ou seja, o investimento por aluno do Ensino Superior é de cinco vezes o do aluno da Educação Básica. De acordo com especialistas em Educação, é necessário que a distância entre essas etapas do ensino se reduza, com mais aporte à Educação Básica e sem diminuição de recursos para o Ensino Superior.

Nenhum comentário:

Postar um comentário