sexta-feira, 14 de outubro de 2011

A revolução educacional que a tecnologia pode propocionar


Compartilhamos  para reflexão texto publicado no blog RevistaPontoCom
Por Thyago Taian da Rocha Ziderich e Mariana da Silva Barbalho - Alunos do 1º ano do Ensino Médio do Colégio Estadal José Leite Lopes
Núcleo Avançado em Educação

Vivemos dias em que os meios tecnológicos cada vez mais nos oferecem alternativas para a melhoria de diversas áreas da sociedade. Um desses setores é a educação, onde a tecnologia bem usada pode vir a revolucionar o jeito que os alunos vêem a escola.

Não basta mais termos em sala de aula professores ensinando conteúdos de maneira tradicional e mecânica, se fora daquele espaço de ensino existe um crescente mundo virtual e tecnológico que cada vez mais faz parte do cotidiano dos estudantes. É preciso que a escola e os professores repensem sua metodologia de trabalho e procurem alternativas para introduzir a tecnologia no contexto das aulas, contribuindo para um melhor aprendizado dos estudantes.


Existem diversas maneiras para que a instituição de ensino e os profissionais da mesma usem a tecnologia de forma construtiva e interativa, através do computador e principalmente da internet. A internet, para fins pedagógicos, permite ao aluno uma interação impressionante, além de possuir possibilidades inesgotáveis de pesquisa.

É preciso que os professores ensinem e estimulem os alunos a utilizarem novas mídias, tais como a internet, blogs, o que irá contribuir muito para aumentar a motivação e o interesse dos mesmos, preparando – os para um mundo cada vez mais globalizado e tecnológico.

O uso de redes sociais como o facebook, o Orkut, o MSN, entre outros, também tem tudo para estimular cada vez mais os alunos. Usar essas redes como ferramentas de debates virtuais, mobilizações para entregas de trabalhos e formas de conhecimento, fará com que o aluno tenha um interesse e estímulo de ir à escola, jamais presenciados antes.

O fato de se ter projetores e quadros interativos nas salas de aula seria outra novidade muito interessante para alunos e professores. Os educadores não precisariam mais se desgastar tendo que copiar longas matérias no quadro. Em vez disso, poderão preparar apresentações para serem exibidas nos quadros interativos e consequentemente os alunos não tendo que copiar longas matérias, poderão se concentrar mais na explicação do orientador e posteriormente, ter acesso ao conteúdo dado.

É importante citar também que os professores, para fazerem com que suas aulas fiquem mais dinâmicas e interessantes, precisam ter estrutura para isso. A escola deverá oferecer aos professores recursos e formação que nos possibilitem a fazer uso de todas as práticas citadas nos parágrafos acima. As escolas que não possuem estrutura suficiente para isso precisam e devem mudar rapidamente, pois computadores e internet disponíveis aos alunos são algo que a instituição de ensino deve oferecer aos professores como ferramenta de trabalho.

Todas essas melhorias tecnológicas no âmbito educacional contribuirão para um melhor rendimento dos alunos, que não mais considerarão a escola como um lugar enfadonho, e sim como uma oportunidade de aprender coisas novas e interessantes. Dessa forma, poderemos construir um país melhor, onde a educação ocupe um lugar privilegiado.

Fotos: Google
Fonte: RevistaPontoCom / http://programajornaleeducacao.blogspot.com/2011/10/revolucao-educacional-que-tecnologia.html

2 comentários:

  1. Muito boa e interessante esta matéria. Esta matéria aborda com muita precisão e coerência o que poderia realmente ser mudado se a tecnologia fosse usada sempre a favor.
    Parabéns aos autores Thyago Taian e Mariana Barbalho!

    ResponderExcluir
  2. Parabéns aos autores Thyago Ziderich e Mariana Barbalho. A matéria é muito interessante e reflete bem um paradigma atual de nossa educação. Parabéns mais uma vez!

    ResponderExcluir