terça-feira, 25 de outubro de 2011

Escolas recebem prêmios por boas ações na sociedade

Editor-chefe da Folha, Milton Rodrigues, entrega câmera
fotográfica que será usada por alunos em trabalhos escolares
Da Redação

A Folha da Região e o Programa Jornal e Educação Ler para Crescer entregaram na última na sexta-feira, os prêmios aos vencedores do concurso cultural "Meu Mundo Melhor". O Projeto Eco, do Colégio Geração Raízes foi escolhido em 1º lugar pela Comissão Julgadora e recebeu uma máquina fotográfica digital, que será usada em projetos especiais com os estudantes.

O Projeto Parceirinhos da Escola da Emeb (Escola Municipal de Ensino Básico) Professor Lauro Bittencourt foi o segundo colocado. Eles receberam aparelho DVD para ser usado naquela unidade escolar.


O trabalho Acreditando num Futuro Melhor, do Colégio Judá, ficou em 3º lugar e ganhou um aparelho micro system, que de acordo com as professoras, começará a ser usada amanhã já para os ensaios das apresentações do final do ano.

Onze escolas e 17 projetos participaram do concurso Meu Mundo Melhor. Todas receberão certificados de participação.

INCENTIVO
Para Susana Carvalhares Ferreira, diretora pedagógica do Colégio Geração Raízes, iniciativas como o concurso são uma ótima oportunidade de incentivar e melhorar o conhecimento dos alunos.

"O jornal é um importante meio de comunicação e um projeto como esse amplia e agrega disciplinas como português até matemática e ciências, torna as informações um conhecimento de mundo”, declarou. O projeto Eco do Raízes mostrou que pequenas atitudes podem melhorar a vida das pessoas. “E isso reflete no posicionamento social de cada aluno", acredita.

Um dos patrocinadores do Ler para Crescer, João Toquetão,
entrega prêmio aos representantes da Emeb Lauro Bittencourt
CONSCIENTIZAÇÃO
A diretora da Emeb Professor Lauro Bittencourt contou que os alunos já pediram a expansão do "Parceirinhos da Escola". "Essa semana um aluno de outra escola nos procurou para saber se é possível fazer parte dos ‘parceirinhos’. Ele sabe inglês, então estamos pensando, para o ano que vem, em formar algumas turmas para participar dessas aulas. Isso é gratificante e a repercussão foi muito boa e está tendo o efeito desejado. Os alunos entenderam que cada um, com sua habilidade, pode ajudar a construir um mundo melhor".

O premio foi entregue por João Toquetão, um dos apoiadores do Ler para Crescer. Entre as diversas formas de contribuição, as empresas parceiras financiam assinaturas do jornal Folha da Região para que as escolas possam trabalhar com o jornal em sala de aula.

Diretor administrativo do Ler para Crescer, Marcos Jonas,
e a publicitária Elissandra Ortega entregam o micro system 
O aluno João Henrique Coqueiro Ramos, da 4ª série, que representou todos os estudantes da escola e que faz parte do "Parceirinhos", demonstrou a satisfação e a importância de ajudar ao próximo. "Meus amigos e eu ficamos felizes quando soubemos o resultado do concurso. Nós ajudamos as crianças na hora do lanche, incentivamos todas elas a fazerem coisas boas e brincamos com elas", disse.

NOVA ETAPA
Para Bruno Raphael de Souza, mantenedor do Colégio Judá, esse é o começo de uma nova etapa. "O concurso foi de grande valor, sendo o primeiro que o Colégio participou diretamente e nós ficamos muito felizes principalmente pelo envolvimento dos professores e dos alunos durante todo o projeto. O nosso objetivo foi passar para as crianças que por meio das atitudes deles nós conseguiremos fazer um mundo melhor". Os trabalhos vencedores serão mostrados aos leitores a partir da semana que vem com reportagens especiais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário