quinta-feira, 1 de setembro de 2011

Após protestos, Dilma recebe líderes estudantis e ouve pedidos

Camila Vallejo participou da Marcha dos Estudantes
organizada pela UNE, em Brasília
Por Flávia Foreque- Folhapress

Líderes estudantis entregaram à presidente Dilma Rousseff uma pauta com 43 reivindicações para o setor de educação. O grupo se encontrou com Dilma e os ministros Gilberto Carvalho (Secretaria-Geral) e Fernando Haddad (Educação) após participarem da Marcha dos Estudantes, em Brasília.

Presente na manifestação, a estudante chilena Camila Vallejo, presidente da Fech (Federação dos Estudantes da Universidade do Chile) não foi ao encontro. A musa dos estudantes chilenos é uma das líderes do movimento no país vizinho por mais investimentos em Educação.

“Ela (a presidente Dilma) fez uma tênue observação de que é importante valorizar essa postura do governo brasileiro (de receber as reividicações dos estudantes), que não acontece em governos na nossa região, no nosso continente. Foi o máximo que ela deixou sublinhado em relação à situação da visita da Camila ao Brasil”, disse Daniel Iniescu, presidente da UNE (União Nacional dos Estudantes).

Entre os pedidos feitos pelos estudantes estão a reserva de 10% do PIB (Produto Interno Bruto) para a educação e a destinação de 50% do fundo social dos royalties do pré-sal para educação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário