segunda-feira, 15 de agosto de 2011

Pai Eterno


Pai Eterno

Presença forte e imponente,
abraço carinhoso a me acolher.
Vejo em seus olhos ternura.
Em sua mão poder.

Permanente figura paterna.
Orgulho, admiração.
É o que senti,
desde a primeira vez que segurei em sua mão.

E a cada beijo na testa
e abraço apertado que recebi,
percebi que a sua presença
nunca sairá daqui.

Amor sincero,
afeição viva.
Relação superior,
à morte e a vida.

Júlia Mazarin Pradela
Centro Educacional SESI 281
7ª Série B

Nenhum comentário:

Postar um comentário