quinta-feira, 4 de agosto de 2011

Jovem publica autobiografia

Por Talita Rustichelli

Mesmo passando por uma infância difícil e uma adolescência permeada por problemas financeiros, o jovem estudante Vinícius Sanchez decidiu dedicar-se a trabalhos sociais voluntários.

Em 68 páginas, o livro "Vinícius Sanchez - Lutas, desafios e conquistas de um jovem sonhador", da Editora Somos (Folha da Região), conta parte da história de como um estudante de Serviço Social, que nasceu em uma família pobre e humilde, realizou diversas ações de auxílio à comunidade com apenas 19 anos.

O livro será lançado no dia 11 de agosto, no Maap (Museu Araçatubense de Artes Plásticas), às 19h, e a data não foi escolhida por acaso. Neste dia é comemorado o Dia Nacional do Estudante. Segundo Sanchez, foi no ambiente escolar que ele começou a dar seus primeiros passos envolvendo trabalhos assistenciais. Na noite de lançamento, haverá uma apresentação cênica sobre o livro organizada por um grupo de amigos.


"Fui presidente do grêmio estudantil de minha escola por cinco mandatos. Sempre estive em contato com os alunos, procurando realizar melhoras na escola e na comunidade", explica. Em sua autobiografia, Sanchez conta fatos envolvendo, além da escola, a família, os trabalhos sociais, a infância, e traz ainda depoimentos de pessoas que tiveram importantes participações em sua vida.

O jovem começou a escrever o livro no início deste ano, com a intenção inicial de auxiliar nos tratamentos médicos de uma familiar. "Tenho uma tia que é como se fosse minha segunda mãe, e ela teve câncer e passou por vários tratamentos no final do ano passado. Hoje ela está melhor, mas ainda há gastos com medicamentos. Além de querer incentivar as pessoas a realizarem ações sociais voluntariamente, como eu faço, parte do que será arrecadado com a venda do livro será destinado a ela", diz.

LUTA
"Muitos jovens, por passarem por problemas extremamente difíceis, acabam saindo do caminho correto, se envolvem com crimes, drogas etc. Eu espero, com esta publicação, motivar as pessoas para que, mesmo com obstáculos, não desistam de lutar e persistam em seus sonhos", afirma o jovem, otimista.

Para Sanchez, é um plano de vida ajudar ao próximo e esta é a essência de seu livro. "Minha família sempre passou por dificuldades financeiras. Perdi meu pai com um ano de idade e comecei a trabalhar aos oito anos, vendendo verduras na rua. Lutei e hoje estou fazendo uma faculdade”, conta ele, que trabalha como assessor de um deputado federal.

Ele afirma que, embora sempre trabalhasse para atingir seus objetivos, nunca imaginou que ocuparia o cargo que ocupa hoje. "Nunca pensei que pudesse ter uma oportunidade assim, mas acredito que seja fruto de tudo o que venho plantando. Sempre ajudei as pessoas sem nenhum interesse, apenas com a intenção de oferecer auxílio a quem precisa. Continuo fazendo este trabalho, além de poder levar ao conhecimento do deputado os pedidos da população", diz.

PLANOS
"Não deixo o que posso fazer hoje para amanhã". Assim o jovem se justifica, ao dizer que já está escrevendo seu próximo livro, que pretende lançar até o final deste ano. "Abordarei novamente a questão social, agora com foco nas pessoas que sofrem diversos tipos de preconceitos e por isso acabam excluídas: moradores de rua, homossexuais, prostitutas, drogados, doentes, entre outros. Terei como base depoimentos dessas pessoas, que não serão identificadas", explica.

Livro aborda projetos realizados na comunidade
Desde muito cedo, Vinícius Sanchez despertou a vontade de desempenhar um papel relevante no auxílio à população. Ainda adolescente, assumiu a presidência do Grêmio Estudantil e viu nele uma forma não só de tentar realizar melhorias em seu ambiente escolar, mas também uma maneira de ajudar a comunidade.

Como estudante, ele afirma ter desenvolvido ações voluntárias como a arrecadação de alimentos na "Festa do Sinal", por exemplo, que também é relatada no livro. "Ao mesmo tempo em que os alunos podiam se divertir, a comunidade recebia a doação de alimentos arrecadados por meio da festa", explica Sanchez.

Outra campanha presente na obra é o "Natal Solidário", que Sanchez realiza há quatro anos. "Na primeira edição, consegui ajudar 50 crianças. Na quarta, em 2010, 400 crianças receberam doações, entre brinquedos, alimentos e roupas. A cada ano, é feito um cadastro das famílias de vários bairros que iremos ajudar, e em cima disso faço arrecadações, com o auxílio de amigos, conhecidos e empresários", conta.

AUTÓGRAFO
O livro também está à venda em três livrarias da cidade: Nobel (no Araçatuba Shopping), Livraria dos Amigos (no Centro, no Calçadão) e na Claudilivros (no Jardim Sumaré), com preço diferente do dia do lançamento. O autor afirma que pretende realizar ainda outras noites de autógrafo, em outras cidades.

Nenhum comentário:

Postar um comentário