sexta-feira, 5 de agosto de 2011

Fórum em Araçatuba discute uso de drogas

Por Neila Storti

O grupo AmorExigente, em parceria com o Hospital Benedita Fernandes e Caps ad (Centro de Assistência Psicossocial - álcool e drogas), realiza hoje e amanhã o 1° Fórum de Orientação e Prevenção às Drogas, em Araçatuba.

O evento, aberto a toda a população, será realizado no anfiteatro do Colégio Nossa Senhora Aparecida e tem como objetivo orientar os participantes quanto aos malefícios das drogas lícitas e ilícitas.

Na abertura do evento, estarão presentes o padre Haroldo Raher, responsável por trazer o AmorExigente para a cidade e o presidente da federação da entidade, Carlos Alberto de Torres.
O Fórum tem início às 19h com credenciamento e composição da mesa de palestras.


PERMANENTE
Segundo a presidente do AmorExigente, Adalberta de Holanda Cavalcante Fortes Martins, o Fórum busca formar uma frente permanente de prevenção e orientar os pais e adolescentes quanto ao uso abusivo de drogas lícitas e ilícitas. "Atualmente, nossos jovens estão entrando cada vez mais cedo nas drogas. O uso de substâncias ilícitas está cada vez mais precoce por parte dos adolescentes. Queremos sensibilizar todos os segmentos, sendo eles saúde, justiça, assistência social, escolas, polícia, comércio e famílias. Para isso, apresentaremos propostas que direcionem o atendimento de orientação e prevenção para cada segmento e serviço específicos", afirma.

TRATAMENTOS
Segundo Adalberta, o Caps tem um papel importante no tratamento digno de um dependente. "Lutamos tanto para que Araçatuba tivesse um local de tratamento para dependentes e isso está acontecendo. Os dependentes passam o dia no local fazendo tratamentos com psicólogos e outros profissionais que os orientam da melhor forma possível", explica. Segundo ela, no Fórum, será discutida a importância de um Caps infantil e uma casa de recuperação em Araçatuba. "Nossos adolescentes estão entrando cada vez mais cedo nas drogas, para isso temos que ter um Caps infantil, isso é importante. Além disso, também iremos discutir sobre a construção de uma casa de recuperação, já que somente Birigui possui uma", explica.

SEM PERCEBER
"Atendemos aproximadamente 50 famílias por semana e mais de 380 por mês. Para alguns é muito difícil ver o que está acontecendo. Existem famílias que o filho é usuário há 10 anos e os pais não perceberam. Existem outros casos em que o próprio dependente busca nossa ajuda. Temos que prestar atenção nas mudanças de nossos filhos dentro do nosso lar. Me preocupa quando familiares não percebem as mudanças nos filhos. Temos que estar presentes sempre, de corpo e alma. Nada supre a presença", finaliza a presidente.

Para mais informações, o telefone da entidade é (18) 3623-6604. O 1º Fórum de Orientação e Prevenção às drogas será no Anfiteatro do Colégio Nossa Senhora Aparecida, rua Monsenhor Mazzei, 184, Centro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário