sexta-feira, 22 de julho de 2011

O desvendar do universo

Por Talita Rustichelli


O desejo de desvendar o mistério por trás do universo e de galáxias distantes levou o homem a pisar na lua e a explorar planetas utilizando sondas e equipamentos de alta tecnologia. E a sensação de um ser tão pequeno diante do infinito estrelado não inibiu a vontade de ampliar este conhecimento; pelo contrário, cada vez mais as pessoas se interessam por assuntos relacionados à "vida fora do planeta Terra".

O "Cosmos - Realidade e Mistérios" é um evento que tem como objetivo propiciar aos participantes uma reflexão sobre a condição humana na terra e no universo. Promovido pelo Inape (Instituto de Astronomia e Pesquisas Espaciais) em parceria com o Sesc e com o apoio do Sincomércio (Sindicato do Comércio de Araçatuba), o ciclo de palestras acontece entre os dias 25 a 29 de julho, a partir das 19h30, no auditório do Senac, em Araçatuba. A participação é gratuita.


Em sua décima edição, o Cosmos será aberto por Marcos Pontes, o primeiro brasileiro a viajar para o espaço. Na palestra "Vivendo no Espaço", o astronauta abordará os impactos de uma viagem espacial sobre a fisiologia humana, as atividades espaciais e aeronáuticas, a preservação do meio ambiente e projetos multiculturais internacionais. Para participar, o público deve retirar senhas no local, a partir das 19h, no dia.

"Na palestra, falarei sobre a minha experiência de vida antes, durante e depois da Missão Centenário. Espero que este relato possa inspirar novos candidatos a carregarem a bandeira do Brasil não só no espaço, mas em todas as áreas de pesquisa importantes para o País", explica o astronauta em entrevista concedida por e-mail à Folha da Região.

ESPAÇO
Pontes afirma que a rotina no espaço é intensa. "Junto a outros astronautas, eu era responsável pela operação, montagem, manutenção e configuração de todos os sistemas das espaçonaves, ou seja, do ônibus espacial e do foguete Soyuz, que são os veículos de transporte, e da ISS (Estação Espacial Internacional), que é o laboratório onde ficamos. Também executamos experimentos, como o desenvolvimento de remédios, materiais, sistemas, ciência básica entre outros", explica.

A ISS é um laboratório espacial mantido por um consórcio entre 16 países, que têm responsabilidades e direitos. Eles mandam peças para a construção da estação e podem enviar experimentos, que são testados pelos astronautas.

O astronauta participa do encontro em Araçatuba pelo terceiro ano. Na primeira vez, em 2005, ainda aguardava para ser integrado a um programa espacial. Na ocasião, a cidade colheu assinaturas, que se juntaram a um abaixo-assinado enviado para o governo federal para que ele pudesse fazer a viagem ao espaço. Em 2006, participou do Cosmos por videoconferência, pela indisponibilidade de agenda, já que tinha chegado da Missão Centenário havia poucos meses.

"Eventos como este são extremamente importantes, pois motivam jovens e acabam revelando talentos que são essenciais para o desenvolvimento de todo o setor aeroespacial do país", ressalta o profissional, que realiza palestras em vários locais do Brasil.

NOVIDADE
Segundo o diretor fundador do Inape, Gener Silva, nesta edição haverá pela primeira vez a transmissão de todas as palestras ao vivo pela internet, no site do Inape (www.inape.com.br). "Já que falamos tanto em desenvolvimento tecnológico, decidimos também nos adequar. Realizamos uma parceria com os alunos técnicos de informática do Colégio Salesiano para realizar a transmissão", afirma.

PROGRAMAÇÃO
Entre os palestrantes, estão o matemático e físico Walmir Cardoso, que ministrou palestras em todas as outras edições do Cosmos, e a doutora em física Maria Cristina Abdalla, que participa pela primeira vez do evento. Ambos realizam suas explanações no segundo dia do evento.

O pesquisador de psicobiofísica, consultor da revista Ufo (revista brasileira sobre ufologia existente há 28 anos) e autor de diversos livros sobre ufologia e espiritismo, Pedro de Campos, e o advogado e consultor especial da revista Ufo, Gener Silva, são os palestrantes do dia 27.

No dia 28, a primeira palestra será ministrada pelo biólogo Paulo Aníbal e a segunda, pelo jornalista e editor da revista Ufo, A.J. Gevaerd. No dia 29, participa o jornalista especializado em ciência Ulisses Capozzoli, seguido do médico e professor de física Nelson Vilhena Granado, marcando o encerramento do Cosmos X.

OBSERVAÇÃO
Além das nove palestras com diversos profissionais, o evento realiza também uma observação do céu ao ar livre através de um celéstron, um telescópio eletrônico. Porém, Silva explica que a observação deste ano ainda será confirmada. "O equipamento apresentou um problema e está em revisão. Avisaremos durante as palestras se haverá ou não a observação", diz.

Nenhum comentário:

Postar um comentário