quarta-feira, 13 de julho de 2011

Mil e uma formas de curtir as férias

Por Emmanuela Zambon

As férias tão esperadas, e merecidas, chegaram. Para algumas crianças, esse período é sinônimo de muitas brincadeiras, descanso e diversão. Mas para outras, as férias significam ter um tempo a mais para atividades que não são possíveis durante a época das aulas.
Os estudantes Fernanda Teixeira Batista, 9 anos, Waldenir Lúcio da Silva Júnior, 10, e Guilherme Baldesera Barizão, 12, todos de Araçatuba, estão participando do projeto “Super Férias”, organizado pelas unidades do Sesi (Serviço Social da Indústria) de todo o estado de São Paulo até o dia 22 deste mês, das 13h às 17h.

O objetivo do programa é levar brincadeiras recreativas, esportivas e educativas para crianças que tenham entre 4 e 12 anos, e que estejam de férias da escola. Com o tema “Jogos e Brincadeiras de Rua”, a entidade oferece oficinas de trabalhos manuais, atividades recreativas ligadas ao meio ambiente, confecções de brinquedos com materiais recicláveis, jogos cooperativos e aquáticos, e prática de diversos esportes. Para os sócios e alunos do Sesi, o valor para participar do “Super Férias” é R$ 15 por semana para cada criança ou R$ 10 por dia; para os não usuários, R$ 25 por semana ou R$ 10 por dia.

DIVERSÃO
Fernanda acha importante as crianças encontrarem formas de aproveitar as férias para fazer algo diferente. Ela, por exemplo, já foi para Piracicaba conhecer o Museu da Água.
“A gente tem que aproveitar as férias não só para brincar, mas para ir a lugares diferentes e fazer coisas que nunca fizemos”, concorda Waldenir Júnior. Ele conta que as férias já foram a oportunidade ideal para ele viajar com o pai, que estava a trabalho. “Acabei aprendendo um pouco do que ele faz”, comenta.
“Eu recomendo que as outras crianças procurem nas férias fazer várias atividades legais”, diz Guilherme.
A coordenadora de Esportes e Lazer do Sesi, Renata Pace Taiacol, de Araçatuba, sugere envolver os pais, ou responsáveis, nas brincadeiras, e, se possível, propor alguns jogos diferentes. “Nas férias, os pais podem levar os filhos ao cinema, ou para passear numa praça. A falta de tempo não deve ser uma desculpa, não importa a quantidade e sim a qualidade do tempo”, pontua. Existe uma infinidade de jogos e brincadeiras que muitas vezes são esquecidos pelas crianças e que são ótimas opções durante as férias. Renata menciona o xadrez, dama, forca, stop, pega-vareta, supertrunfo, bete, queima, pula-corda, entre outros.

MÁGICA
Já o Sesc (Serviço Social do Comércio) de Birigui apresenta, gratuitamente, o workshop “Iniciação à Arte Mágica”, com o ilusionista Marcelo Beutrin, amanhã (14), das 14h às 17h, para crianças entre 8 e 12 anos. O evento oferecerá aulas básicas de mágica e tem como objetivo incentivar a concentração e ativar a disciplina, proporcionando, sob o olhar lúdico, momentos de vivências e percepções. As inscrições podem ser feitas, gratuitamente, pelo telefone (18) 3644-5071.
Ainda amanhã, mas às 19h, Marcelo Beutrin deve apresentar o espetáculo “K3”, com os seus assistentes Mister Klaus, Sr. Kuater e Konstantino. Será no Sesc de Birigui, que fica na rua Egídio Navarro, 700, Vila Bandeirantes. Grátis.
   
ECOLOGIA
Em Araçatuba, outra opção de lazer bem válida nestas férias é um passeio pelo Peba (Parque Ecológico Baguaçu). Ele fica aberto para visitação durante a semana, das 8h às 17h, e aos sábados, até o horário do almoço. Para conhecer o local, é necessário fazer um agendamento pelo telefone (18) 3625-2442.
Segundo o chefe de gabinete da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, José Luís de Carvalho Sales, os passeios dentro do parque são sempre acompanhados pelos monitores, que explicam a história da área, que antigamente era uma pedreira, e como o espaço foi reconstruído com mata. “Além das mudas de plantas, hoje o local também tem pequenos mamíferos e aves que aparecem por lá”, conta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário