sexta-feira, 15 de julho de 2011

Harry Potter: a saga do bruxo chega ao fim

Por Talita Rustichelli

Certamente, quando a escritora britânica J.K. Rowling lançou o primeiro livro da série "Harry Potter", em 1997, não imaginava a dimensão que suas histórias tomariam. A saga do jovem bruxo possui atualmente sete livros, que se tornaram febre entre crianças, adolescentes e até mesmo adultos, e obteve sucesso ainda maior depois de ser transformada em filmes.

A última filmagem da saga, "Harry Potter e as relíquias da morte - parte 2", teve sua pré-estreia mundial na madrugada de hoje. A história traz a batalha final entre os bruxos Lord Voldemort (Ralph Fiennes) e Harry Potter (Daniel Radcliffe) e mantém no elenco os principais atores do enredo, incluindo as personagens de Emma Watson (Hermione Granger) e de Rupert Grint (Ronald Weasley).


O longa é o primeiro da série que será exibido em 3D e é baseado no último livro, que foi dividido em dois filmes, sendo que o primeiro estreou no Brasil no mês de novembro de 2010. A direção é assinada por David Yates. No total, são sete livros e oito filmes.

FESTA
O Cine Araçatuba Shopping preparou uma decoração especial para o público. Durante a tarde de ontem, foram espalhados pelo hall da sala 3 elementos que remetem às lendas de bruxaria, como abóboras, vassouras, chapéu de bruxo, velas, entre outros.

"A partir das 22h, enquanto as pessoas aguardam para comprar o ingresso e entrar, participarão de uma festa. Haverá também um DJ, que tocará só músicas da trilha da série, e uma pessoa caracterizada de Voldemort", afirmou a gerente do cinema, Luana Cristina Moreira Pereira, na tarde de ontem.

MALDADES
Em 2001, foi lançado o primeiro filme, "Harry Potter e a Pedra Filosofal". A partir dele, se desenvolve a história do pequeno bruxo, que ficou "famoso" por sobreviver aos poderes de seu inimigo. Na saga, uma profecia descreve que Potter seria o único ser capaz de deter as maldades do poderoso Voldemort.

ESPERA
Uma turma de amigos se reuniu ontem para assistir ao longa em Araçatuba. Para garantir os melhores lugares da fila e das poltronas e para "curtirem" juntos a ansiedade, às 10h, cerca de 15 jovens, entre 15 e 20 anos, já estavam no shopping, sentados em uma escadaria próxima à sala de cinema onde seria exibido o filme. Alguns são colegas de escola, outros conheceram-se em outras pré-estreias da série Harry Potter.

Gabriel Simões, 16, foi o responsável por mandar confeccionar camisetas alusivas ao filme. Elas têm o nome do personagem principal nas costas e um símbolo relacionado à aventura dos bruxos estampado na frente. "Nós escolhemos como símbolo a Horcrux. No filme, tem vida eterna uma pessoa que dividir sua alma em sete fragmentos, colocando-os em sete Horcruxes (que são objetos mágicos), tendo ainda, para isso, que matar sete pessoas. É o caso inicial de Lord Voldemort", afirma Simões.

A estudante Ângela Vermelho Serraceni, 16, conta que se cadastraram em um "fã site", o www.potterish.com, e fariam a cobertura da pré-estreia em Araçatuba. "Nós escreveremos textos, entrevistaremos as pessoas e faremos fotos durante a pré-estreia. Enviaremos para o site e eles publicarão", afirma.

GERAÇÃO
As histórias de Harry Potter têm um público variado. Prova disso é que a maioria dos jovens do grupo conta ter sido incentivada pelos pais a ter os primeiros contatos com a série. "Minha mãe é tão fã quanto eu. Quando eu tinha seis anos, ela me levou pela primeira vez para assistir a um filme do Harry, e não parei mais de buscar coisas sobre ele", afirma Guilherme Deccini, 16.

Para a estudante Jéssica Maria Lopes, 20, a série Harry Potter marca uma geração. "Éramos pequenos quando foi lançado o primeiro filme, e acompanhamos todo o desenrolar da aventura, o crescimento e amadurecimento dos personagens", diz.

IDENTIFICAÇÃO
Apesar de envolver um mundo fantástico, com narrações fundamentadas em aventuras mágicas, o contexto da saga inclui abordagens relacionadas ao mundo real dos jovens. Harry Potter e seus amigos são estudantes, e vivem os mesmos dilemas dos adolescentes reais. "A história trata de escola, provas, paqueras, amizade, por isso nos identificamos tanto. E ainda aborda assuntos como preconceito, coragem, amor, entre outros", diz Gabriel Simões.

Mayara Frade Gomes, 18, vai além e acredita que todo mundo gostaria de ser um dos personagens do filme.
"Todo mundo gostaria de ter uma varinha mágica e resolver tudo com facilidade. Eu me identifico muito com o Draco Malfoy, porque ele é muito inteligente. Gostaria de ser ele", afirma.


Jovens fãs preferem os livros aos filmes
Todos os amigos do grupo têm em comum a mesma paixão pela saga do jovem bruxo: leram todos os livros e assistiram a todos filmes, além de acompanharem a vida e a carreira dos atores principais. E quando questionados sobre a preferência entre os filmes e os livros, são unânimes: gostam mais dos livros.

Para Jéssica, uma pessoa que só assiste ao filme tem uma visão diferente de quem leu o livro. "Quem leu o livro vive mais a história, a conhece mais profundamente. Os livros são muito mais ricos em detalhes", diz.

"Com os livros podemos imaginar aquele universo. Os filmes excluem muitos detalhes e acrescentam muitos outros, nunca são fiéis", afirma ainda Gabriel, que diz ainda que os livros de J.K. Rowling foram responsáveis por conquistar milhões de novos leitores.

TRISTE
O fato de "Harry Potter e as relíquias da morte - parte 2" representar o final da saga, tanto nos livros quanto nas telas de cinema, entristece os jovens fãs. "Eu fico triste porque acompanhamos por dez anos esta história, que foi muito relevante pra gente", afirma Simões.

Porém, Rafael Rossetto, 16, comemora o lançamento da rede social Potter More, direcionado exclusivamente a fãs da série. "O site será lançado em outubro e nele poderemos inclusive criar e recriar trechos da história, acompanhar a autora do livro, que divulgará detalhes inéditos", diz, ansioso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário