sexta-feira, 29 de julho de 2011

E o Japão embarca na era digital

Por Erika Tamura

No domingo passado, encerrou-se aqui no Japão a era da transmissão de TV analógica e deu-se início à era digital. É um momento histórico, certamente. Não damos muita importância, mas que marca o início de um novo conceito tecnológico.

Confesso que não preparei-me adequadamente para essa transição. Sei que moro num país com tecnologia de ponta, mas como toda brasileira, deixei tudo para a última hora, e acabei não dando conta de cumprir o prazo estabelecido para a conversão da transmissão digital. Estou envergonhada, pois não tenho desculpas cabíveis no momento, fui deixando para depois e depois... quando percebi já tinha esgotado o prazo e eu nada tinha feito para isso, apesar dos avisos constantes para tal transição.


No domingo parecia até programação de fim de ano. Tinha um reloginho no canto da tela do aparelho de TV que fazia a contagem regressiva para o início da nova era digital.
O Ministério do Interior e Comunicações do Japão afirmou que o fim das transmissões em sistema analógico ocorreu em todo o país, com exceção das províncias de Miyagi, Iwate e Fukushima, devastadas pela catástrofe de março. Segundo o governo, a transição será concluída nessas regiões em março de 2012.

Vi no noticiário que, de acordo com o Ministério das Comunicações, mais de 700 mil famílias em todo o país ainda não possuem TVs digitais ou sintonizadores e antenas (o que me deixou menos constrangida). E olha que os meses de junho e julho foram de muita correria nas lojas, todos em busca de um aparelho de TV, ou de antenas adequadas para a captação do sinal digital.

O governo japonês criou “centros de suporte digital”, que estão operando 24 horas por dia, com o intuito de responder às perguntas sobre que tipo de sintonizadores são necessários e como operar controles remotos de TVs digitais. Autoridades disseram que a maioria das ligações recebidas a respeito desse novo sistema foi de pessoas idosas.

Eu estou tentando adaptar-me ainda, a antena está devidamente instalada, o aparelho televisor foi comprado, só não deu tempo ainda de ligar um ao outro e regular tudo, mas pretendo em breve conseguir essa façanha, afinal moro aqui no Japão e seria um desperdício eu não fazer parte desse momento histórico, ou pelo menos, fazer a minha parte.

No Brasil, soube que a transmissão digital geral começará em 2016; para quem acha que está longe, melhor ir se preparando, pois passa rápido, muito rápido. E colocar essa troca como prioridade daqui para frente.

Segundo a Wikipédia, a televisão digital, ou TV digital, usa um modo de modulação e compressão digital para enviar vídeo, áudio e sinais de dados aos aparelhos compatíveis com a tecnologia, proporcionando assim transmissão e recepção de maior quantidade de conteúdo por uma mesma frequência (canal) podendo obter imagem de alta qualidade. Ou seja, estamos caminhando para a modernidade tecnológica sim! Podemos comparar esse momento de suma importância com a época do surgimento da TV em cores. Agora com a era digital, tudo será em alta definição, e num futuro não muito distante poderemos até lembrar da era analógica, mas sem a menor saudade.

Poder presenciar tudo isso é maravilhoso, e acho que todos deveriam receber a tecnologia de braços abertos, afinal, temos que andar para frente, e o Brasil não está atrasado tecnologicamente, pois será o segundo país a adotar tal medida, e o primeiro país da América Latina a inserir a transmissão digital para seus telespectadores.

Mas tudo isso custa caro, é um trabalho oneroso, ainda mais no Brasil onde a grande maioria populacional terá dificuldades para adaptar-se a isso tudo, sem contar que em muitas famílias carentes, a TV é o único recurso de lazer.

O mais importante que tenho a dizer é que temos que estar em constante evolução, e se a modernidade bater a nossa porta, vamos deixá-la entrar e vamos nos adaptar a mais esse avanço tecnológico que só irá nos fazer bem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário