terça-feira, 28 de junho de 2011

Cozinhando com o tio Juarez : encontro marcado

Dona Alface estava lá na horta, meio paradona, sem nada para fazer, quando ouviu um chamado: “Ei, psiu, Facinha, eu aqui oh!” Era a Dona Rúcula, que insistentemente tentava chamar a atenção da sua amiga, que logo respondeu:
- Fala, Ru, o que você quer de tão urgente, para estar tão eufórica?
- Sabe o que é, Facinha, eu já tô meio cansada de ficar aqui parada, no frio, ressecando.
- E daí, todos nós aqui na horta estamos do mesmo jeito.
- Então, é por isso mesmo; precisamos fazer alguma coisa antes que não sirvamos mais para nada.
- Fazer o quê, sua doida? Somos pés, mas não podemos sair por aí andando como os humanos e outros animais.

 - É, parece que o frio afetou seu instinto de verdura e sua memória vegetal!
- Como assim?
- Você esqueceu que temos o poder de nos comunicarmos por meio de ondas vegetais com qualquer vida que brota da terra?
- Claro que não, afinal ainda sou uma alface jovem, de folhas crocantes, não uma velha toda murcha.
- Não parece, pois está agindo como se fosse. Acorda, amiga, se não fizermos alguma coisa vamos terminar todas murchas e queimadas do frio, depois, descartadas e postas no lixo.
- Tudo bem, mas o que podemos fazer, minha louca amiga Ru?
- Então presta a atenção: além de podermos nos comunicar, temos também o poder de hipnotizar os seres humanos com nosso aroma e cores. Precisamos unir forças com os legumes e tubérculos da plantação vizinha, que estão na mesma situação que nós.
- E...?
- Atrair e sugestionar os plantadores para nos colher e vender-nos na feira da cidade. Feito isso, marcamos um encontro com os amigos legumes e tubérculos nas saladeiras das casas da cidade, para, assim, finalmente cumprirmos nosso destino e fazer o que Deus nos pediu ao nos dar o dom da vida: “Brotem, cresçam e tornem a alimentação dos meus filhos humanos mais saudável e nutritiva!”.
-- Demorou, Ru, vamos nessa!

Salada da ‘Facinha’, ‘Ru’ e amigos

Ingredientes
10 folhas de alface (americana, de preferência) bem lavadas; 10 folhas de rúcula bem lavadas; 1 batata média cozida em cubinhos; 1 cenoura pequena ralada; 1/2 beterraba ralada; 3 vagens cozidas em pedaços pequenos; sal; 3 colheres de sopa de creme de leite; 1 colher de sopa de queijo parmesão ralado; 1 colher de café de orégano; suco de ½ limão; 6 colheres de sopa de azeite de oliva extravirgem.

Preparo e montagem
Numa saladeira ou bacia rasa, espalhe as folhas de alface e rúcula. Espalhe as cenouras em círculo e faça o mesmo com a beterraba. Arrume as batatas e as vagens no centro. Numa tigela, misture os outros ingredientes e mexa até que obtenha um molho homogêneo. Espalhe por toda a salada e sirva.

2 comentários:

  1. Usei esse texto com minha turma de 5a série,para introduzir um projeto, COMIDA SAUDÁVEL,e foi um sucesso...
    obrigada e parabéns pelo blog !!!

    ResponderExcluir
  2. Olá, professora Marlene!
    Ficamos felizes em poder ajudar. Gostaríamos de publicar sua experência e compartilhar a atividade com outros professores. Pode entrar em contato?

    ResponderExcluir