sexta-feira, 27 de maio de 2011

Merenda escolar no Brasil e no Japão

Por Erika Tamura


Estou chocada até agora com a reportagem sobre a merenda escolar das escolas públicas no Brasil. Comida estragada sendo servida a crianças. Muitas delas dependem dessa merenda como a única fonte alimentícia ao longo do dia. Vergonhoso para a imagem do Brasil e assustador para o povo brasileiro.

Como moro no Japão, não tem como fugir da comparação. Aqui, alimentação faz parte do currículo escolar, tanto é que no jardim de infância as crianças já cultivam horta dentro da escola, aprendendo todo o passo a passo para a melhor forma de manusear cada alimento.


As crianças são as responsáveis pela plantação das verduras, pela irrigação e depois pela colheita. E ainda aprendem como colher e lavar, e depois a forma adequada do preparo da alimentação. E com isso aprendem o valor nutricional de cada verdura e legume.

Comer bem é uma questão de cidadania aqui no Japão, e o comer bem não significa comer abundantemente e, sim, comer adequadamente e de forma correta, apreciando todos os sabores alimentares.

Como pode um país com tanta diversidade de alimentos e rico em fertilidade, como o Brasil, fornecer para suas crianças alimentos em estado de apodrecimento e ainda manter o local de preparo das merendas em situação precária? Isso é mostrar claramente a desumanidade das pessoas responsáveis por tal manobra, e ainda assinar embaixo um termo de incompetência em cuidar de seus próprios filhos. Afinal, podemos pensar que o Brasil é um lar, e as crianças residentes nele são seus filhos e os governantes, os seus pais ou responsáveis.

Muitos acham que, por eu morar no Japão, não deveria dar palpite nos problemas internos do Brasil. Mas não consigo, sou brasileira e ver tudo isso gera em mim um sentimento de tristeza misturado com a revolta, e é impossível ficar indiferente, fingir que não estou vendo nada.
O que mais revoltou foi saber que a diretora responsável pela denúncia das merendas foi exonerada do cargo.

Alguém pode avisar os políticos brasileiros que para formar bons cidadãos temos que ter uma base estruturada que inicia-se na escola? O Japão pensa nisso o tempo todo, por isso as escolas japoneses são um verdadeiro preparo para a vida, desde cedo as crianças têm responsabilidades e disciplinas que vão segui-las até a vida adulta. E as crianças passam o dia inteiro na escola, só retornam para casa à tardezinha, por isso necessitam de refeições elaboradas, nutricionalmente preparadas para que aguentem a carga horária e todas as suas disciplinas.

E tem mais, a escola aqui é para todos! Todas as crianças são obrigadas a frequentar as escolas, independente se a escola é brasileira ou japonesa, e se não estiver matriculada em nenhuma escola, os pais têm que prestar contas à prefeitura e à polícia local.
Tudo rigoroso, mas a consequência disso é a longo prazo, pois tenho certeza que a base de toda uma nação está na educação de suas crianças. Na minha opinião, se não dermos uma estrutura básica, que mundo vamos deixar para nossos filhos?

O segredo do bom desenvolvimento de um país depende da combinação de vários fatores, mas ele é baseado numa única fonte: a educação. E um país onde as crianças vão para a escola só para ter acesso à alimentação, é porque algo está errado, a forma de repasse dos valores tem alguma falha, e isso é um trabalho demorado sem retorno imediato, por isso mesmo não interessa aos governantes, pois não é garantia de votos.

E não adianta falar que entre Brasil e Japão há a diferença social devido a fatores econômicos, pois o Japão não possui solo fértil, mas com muito custo consegue produzir uma boa alimentação. Já o Brasil tem recursos imensos, pois além do solo fértil, tem a vantagem da extensão territorial, que conta muito. É só pegar o mapa do Japão e comparar com o mapa do Brasil. O problema é a força de vontade das pessoas.

2 comentários:

  1. vc foi muito objetiva e muito ceta nisso se todos governo pensarem igual o nazista eles dariam mais atencao as crianças...

    ResponderExcluir
  2. Olá Erika concordo com vc....faço pedagogia e acho vergonhoso a educação do nosso país...E sei como funciona a educação principalmente na rede publica que é o alvo de tudo isso.. Uma grande realidade vivida em algumas partes do nosso Brasil, sabemos que existem programas que solucionam vários problemas existentes,mais o problema de tudo é que ninguém esta nem ai com nada...até porque seus filhos estudam nas melhores escola!!! Por que se preocupar com a rede publica!!!isso tudo é a grande realidade vivida nas leis e políticas da educação do nosso país.Um problema que afeta hoje os lugares mais pobres e com menos acessibilidade, é a falta de merenda escolar, mas existe o programa que foi feito pela ação governamental.. cadê???eu gostaria de saber?Outro problema é a falta de acesso que muitas crianças enfrentam para chegar a escola, muitas crianças percorrem vários kilometros para chegar as escolas, na maioria das vezes com fome, e já chegam exaustas.Fora outros diversos problemas que essas escolas enfrentam.Problemas existem e as soluções para eles também, agora o que esta faltando, fica a minha pergunta... Além da falta de comprometimento da parte dos governantes, está faltando um pouco de participação da parte dos eleitores. Quando digo isso, me refiro a pesquisar antes de votar, manifestar exigindo seus direitos. Quem tem muito, acha que não tem motivos para se manifestar e questionar porque ainda tem tanta gente com pouco, e quem tem pouco acha que "uma andorinha só não faz verão". Não estou culpando o povo não, até porque, quase sempre fomos iludidos por promessas dos governantes, mas a situação só vai mudar quando começarmos a cobrar nossos direitos.

    ResponderExcluir