sexta-feira, 27 de maio de 2011

Escola utiliza jornal para conscientizar seus alunos

A escola Arco-Íris, de Guararapes, parceira do Programa Ler para Crescer, da Folha da Região, aproveitou a comemoração da Semana do Trânsito, entre os dias 14 e 20 de maio, e promoveu um trabalho de conscientização entre os alunos, crianças de zero a cinco anos. "Acredito que o papel da escola hoje, além de ensinar a ler e a escrever, é educar para a cidadania, a respeitar as nossas leis", destacou Alessandra Rodrigues Moreira, diretora da escola.

As educadoras envolvidas no trabalho, Bianca Gavioli, Gisleine Alves e Gislaine Borges - que passaram pelo curso de formação continuada do Ler para Crescer - trabalharam as regras, os semáforos, a faixa de pedestre, a cadeirinha do carro, entre outros temas para destacar a importância da segurança no trânsito.

Durante dez dias, as professoras e as crianças fizeram atividades com recortes de jornais buscando imagens e informações. As pesquisas orientadas foram feitas nas salas de aula.


ARTE
Na parte visual, as professoras montaram uma grande maquete de uma cidade simulando ruas com carros e caminhões (também de jornal). O veículo de comunicação impresso também foi o elemento escolhido para ensinar a importância da reciclagem. "Mostramos que o jornal é muito importante para nós; no dia que ele chega, a gente lê, pois precisamos ficar bem informados. E depois podemos reaproveitá-lo", ressaltou a diretora.

As atividades foram direcionadas para cada faixa etária. Assim, cada criança pode participar de uma série de iniciativas. Apesar de serem tão pequenas, o trabalho foi considerado positivo, pois teve um enorme resultado, avaliaram as educadoras. "Os pais tinham dificuldades para colocar as crianças nas cadeirinhas e por meio das nossas conversas durante esses dias, já houve progresso. As crianças pedem para entrar no carro, sentar na cadeirinha e colocar o cinto", exemplificou Alessandra Moreira.

"Eu falo para o meu pai colocar o cinto em mim quando estou na cadeirinha", confirmou Lívia Carvalho Gaberline, de 3 anos. "Eu vou falar (para os pais) que não pode andar sem cinto de segurança. E se parar em cima da faixa de pedestre vai levar multa", acrescentou Lívia Rubro, de 4 anos. Ela também contou para a reportagem que aprendeu que não pode andar na faixa de pedestres sozinha. "O policial ensinou que não pode andar na calçada com a bicicleta, porque se não uma criancinha passa e machuca", complementou.

LEITURAA utilização do jornal como ferramenta para ensinar sobre o trânsito também atingiu o objetivo de criar o gosto pela leitura entre as crianças, pois muitas já reconhecem alguns símbolos. De acordo com as professoras, elas já prestam atenção em tudo. "Se queremos formar cidadãos leitores, temos que começar agora, na educação infantil. Não adianta querer cobrar de um adolescente que ele passe a ler jornais e livros se ele não tem o hábito de manusear o jornal ou o livro. Queremos resgatar um pouco esse lado", contou Alessandra Moreira.

REPRESENTAÇÕES
Como parte do trabalho de conscientização sobre a importância da educação de trânsito, as crianças da escola Arco-Íris também fizeram uma representação na rua criada pelas professoras com recortes de jornais. Um aluno fez papel de um guarda no semáforo fazendo anotações exatamente como um policial faz. As crianças puderam andar na pista respeitando as indicações do trânsito para seguirem na mão de direção exata e nunca indo na contramão. Também passaram pela faixa de pedestres aprendendo quando devem parar e quando podem seguir.

A escola também recebeu a colaboração da Polícia Militar. Um policial convidado reforçou as leis do trânsito para as crianças. "Com a vinda dele, as crianças puderam perceber qual é o verdadeiro papel da polícia, que é lutar pelo cidadão, pela vida", declarou a diretora

Para o cabo da 5ª Companhia da PM de Guararapes, Cláudio Rodrigues Chaves, este tipo de ação promovida pela escola deve servir de modelo para outras iniciativas. "Esse cuidado com as crianças é um exemplo porque é de pequeno que se aprende. E hoje, o que a gente vê na rua, mesmo em crianças de 8 anos, são pessoas que, às vezes, não obedecem a sinalização. Educar para o trânsito é muito importante para nós".




Nenhum comentário:

Postar um comentário