segunda-feira, 11 de abril de 2011

Professor inova e cria a ‘Mala de leitura do Tio Juca’, com sucesso de público

Os alunos do 3° ano do ensino fundamental da Emeb (Escola Municipal de Ensino Básico) Prof. Fausto Perry, de Araçatuba, estão participando de um projeto de incentivo à leitura dentro da sala de aula. Orientado pelo professor Juscelino Lino Miguelão, que também é autor do trabalho, a "mala da leitura do tio Juca" tem como principal objetivo oferecer leitura de conteúdo não somente para os alunos, como também para a família dos estudantes.

Segundo o professor, em toda aula, um aluno - por ordem alfabética - leva a mala para casa. A mala, em questão, é uma pasta decorada com motivos atraentes para as crianças. Dentro dela, é possível encontrar diversos autores, histórias diferentes, ilustrações didáticas, além de revistas e jornais.



"Ao chegar em casa, o aluno além de ler as histórias, irá oferecer um livro para o pai e a mãe. Assim, conseguimos alcançar o resultado que queremos, que é a participação dos pais e da família na educação dos estudantes. Se o aluno possui dificuldades de leitura, o pai e a maë podem ajudá-lo e vice-versa", diz o professor.

Miguelão afirma que assim que o aluno devolve a mala, é necessário que o estudante faça um relatório do que foi visto junto com a família. Além de contar sobre as leituras realizadas, o aluno também pode dar dicas e sugestões de livros que ele gostaria de encontrar dentro da mala de leitura da próxima vez que for pegá-la. O projeto "Mala de leitura do Tio Juca" faz parte do programa educacional "Cantinho de Leitura e Ciências", que a escola promove.

O projeto, além de incentivar o gosto pela leitura, quer projetar a responsabilidade nos estudantes. "Quando eles levam a mala para casa, é dever deles prezar pelos livros que estão na responsabilidade deles.
O aluno deve saber que ele tem data para entregar e que existem outras pessoas que também lerão os livros. É muito importante que ele não suje os materiais, não perca a mala e a traga no outro dia para que o próximo estudante tenha a mesma oportunidade que ele", ensina Miguelão.

De acordo com o professor, os estudantes receberam bem a atividade e todos, até o momento, têm demonstrado cada vez mais interesse pelo projeto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário