segunda-feira, 11 de abril de 2011

Penápolis ensina informática para deficientes visuais

Começa segunda-feira o primeiro curso de informática voltado para portadores de deficiência visual, promovido na biblioteca municipal Professor Fausto Ribeiro de Barros, em Penápolis. As aulas, de graça, serão às segundas-feiras, no período das 9h às 10h.

De acordo com o monitor educacional Rafael Freitas, o objetivo do projeto é oferecer oportunidade de inclusão digital para pessoas com baixa visão ou deficiência completa. Os dois computadores que serão usados nas aulas foram disponibilizados pela Prefeitura.


Freitas disse que cerca de 10 pessoas farão parte do aprendizado. Durante as aulas, eles terão acesso ao software DOS Vox - desenvolvido pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. O monitor disse que o programa foi cedido pelo psicólogo Fabiano Boghossian, que também é deficiente visual e vai atuar como monitor voluntário.

"Os deficientes visuais que vão participar são os mesmos que já integram outros projetos desenvolvidos na biblioteca", destacou. Freitas contou que o mesmo grupo já participa de rodas de música e leitura, com títulos em braile. No local, eles têm acesso a cerca de 300 títulos de variados gêneros literários.
O trabalho usando instrumentos musicais variados é desenvolvido com a ideia de agregar conhecimento musical com desenvolvimento motor.

O monitor educacional da biblioteca contou que num levantamento informal feito na cidade apontou que em Penápolis há em média 20 pessoas com graus variados de deficiência visual.

Nenhum comentário:

Postar um comentário