segunda-feira, 11 de abril de 2011

O retrato das mentiras de Noel Rosa

Clique para ampliar

"São mentiras de mulher, Pode crer quem quiser. Que eu tenho horror ao batente, E não sou decente, Poder crer quem quiser, Que eu sou fingido e malvado, E até que sou casado, São mentiras de mulher." Que ilustração você daria ao trecho inicial da música do sambista Noel Rosa "Mentiras de Mulher"? O cartunista e ilustrador Walmir Americo Orlandeli, mais conhecido como Orlandeli, traduziu a canção completa em um desenho provocador: a figura feminina unida a uma língua de cobra.

Além da ilustração dessa canção, Orlandeli foi convidado pelo Sesc (Serviço Social do Comércio) Vila Mariana a interpretar artisticamente outras 11 músicas de Noel Rosa, um mestre que brincou com os papéis, máscaras e dissimulações que fazem as pessoas pensar sobre a identidade brasileira, suas permissividades e desafios seculares.



O trabalho, que ainda possibilita ao público escutar e baixar as músicas no site do Sesc, foi publicado no dia 1º de abril (Dia da Mentira), na página http://www.sescsp.org.br/sesc/. Ele compõe a mostra de programação do Sesc "Mentiras, ilusões e outros blefes mais", que ainda traz durante o mês da mentira, shows, filmes, cursos e intervenções, com o objetivo de desenvolver no espectador um senso crítico que o permita duvidar, em tempos tão tumultuados, daquilo que se apresenta inequivocadamente como verdade absoluta.

Para Orlandeli, que é colaborador da Folha da Região há mais de dez anos, sua primeira experiência em um projeto que integra música, internet e imagens, foi bem bacana e prazerosa. "Esse, em especial, gostei bastante, até pelo contexto", disse. "Foi divertido, porque às vezes sou muito engraçado, tenho malícia."

No entanto, caiu nas mãos do ilustrador um projeto a ser criado com um ser até então um pouco desconhecido para ele. "Conhecia Noel Rosa, mas não a fundo. Das 12 músicas que ilustrei, não sabia nenhuma", ressaltou. Orlandeli teve que escutar todas elas para fixar a ideia de transformá-las em imagens e caricaturas.

"Depois que fechamos o trabalho, recebi as letras e tive quatro dias para traduzir o contexto das músicas em desenhos até o lançamento, no dia 1º", contou. "A ideia foi fazer uma brincadeira disso, com a imagem de Noel Rosa, que já é uma caricatura. A ausência de queixo, o nariz e aquela boca, você praticamente desenha ele."

Do grupo de canções de Noel Rosa, o profissional elegeu a "Mentira de Mulher" como sendo a melhor dele. Orlandeli conta que são mentiras que todo mundo conta e que, por muitas vezes, são necessárias. O trabalho do Orlandeli pode ser conferido, atualmente, no site do Sesc, mas há possibilidades de, no futuro, fazer parte de exposições em outras unidades. "Primeiramente, o projeto foi encomendado para o site", completou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário