segunda-feira, 11 de abril de 2011

Livro retrata um brasileiro em terras africanas

Você já foi a Moçambique? Nãããooo!!! Pois então esse é o momento. O escritor Rafael Moralez, 37 anos, te convida a viajar para esse país africano através das páginas do seu novo livro "Boiando em Moçambique", lançado em março, pela Balão Editorial. A história começou em meados de 2009.

Formado em Filosofia e mestrando um curso multidisciplinar de Energia, Moralez foi convidado a prestar Consultoria em um projeto educacional na cidade africana de Moatize, que fica há 20 quilômetros da província de Tete, onde ficou instalado.



Chegando lá, não sabia ao certo quais as dificuldades iria enfrentar. Afinal, o país sofre com um atraso de desenvolvimento inegável, e, para alguém que morava numa cidade como São Paulo, essas diferenças poderiam causar um choque muito grande. "Optei por passar o tempo que tinha livre com os moradores locais, tentando entender as peculiaridades de um país que sofreu por tantos anos sobre o domínio europeu."

Dessa forma, o estrangeiro começou a passear pelas cidades da província, e a registrar tudo o que via com sua câmera. Com um olhar irônico e espontâneo sobre os usos e costumes luso-africanos, passou também a escrever sobre suas percepções para que tais momentos não fugissem da sua memória. Foi assim que nasceu o blog "Boiando em Moçambique".

"A ideia inicial era criar um diário de bordo on-line para que meus pais e amigos pudessem acompanhar minha rotina durante esse intervalo de tempo que estive fora". Segundo ele, essa era uma forma de amenizar a saudade. O que ele não esperava era que o blog passasse a ser visitado por tanta gente. "Tinha dias que, pela manhã, o apontador já marcava 300 acessos, uma loucura".

Bem provável que a forma irreverente e descomprometida com a qual o viajante contava suas agruras tenha despertado a atenção dos leitores virtuais. "Boiando em Moçambique" acabou fazendo sucesso sem que fosse algo de fato premeditado.

Com seu jeito peculiar de observar os acontecimentos, contava no Blog os "causos" da viagem, reunindo ao mesmo tempo histórias divertidas, mas com uma visão social da situação precária do interior de Moçambique. Relatou sobre as bebidas locais, os bares improvisados, as cenas de animais carregados em bicicletas, a confusa situação política da região, a vida das mulheres nas comunidades entre outras pérolas.

Ao retornar ao Brasil, Moralez foi convidado pela Balão Editorial para transformar seu blog em um livro com as fotos da viagem e desenhos do próprio autor. Para ele, "explorar" a fragilidade de um país que vive em situação tão precária, não soa correto. Embora algumas passagens sejam engraçadas é preciso perceber nas entrelinhas a postura crítica de Moralez.

Nenhum comentário:

Postar um comentário