terça-feira, 19 de abril de 2011

Bullying: pais podem procurar ajuda em cartório

Pais que descobrem que seus filhos são vítimas de bullying e cyberbullying e dizem não conseguir apoio das escolas, como o caso de uma corretora de Araçatuba que não vê atitude da direção da escola em que seu filho, vítima de bullying, estuda e que já teve até a mão cortada com tesoura por um menino, podem acionar os cartórios de notas para a elaboração de uma ata notarial.

O documento serve como prova do caso na Justiça. Além de alunos, podem solicitar a ata pessoas que sofrem de bullying no trabalho, em grupos de convívio social, em universidades e até na vizinhança. (MONIQUE BUENO)

Nenhum comentário:

Postar um comentário