terça-feira, 1 de março de 2011

Por Ayne Salviano

A Folha da Região criou o Projeto Folha da Região na Sala de Aula em 1994 porque desde aquela época já acreditava que este veículo de comunicação é uma excelente e eficiente ferramenta para projetos didático-pedagógicos criativos voltados à democratização da informação, promoção da leitura, fortalecimento da cidadania e transformação social. Tanto que o trabalho foi ampliado e agora se chama Programa Ler para Crescer.

O jornal é, há muito, reconhecido no mundo inteiro como um dos meios de comunicação mais completos, que informa, esclarece, explica, aprofunda e analisa os fatos. Também publica a opinião de especialistas e, por estas características, agrega valor significativo ao processo de ensino-aprendizagem de todas as etapas escolares, do Fundamental ao Superior, pois os jornais ampliam horizontes e permitem uma mais completa compreensão de mundo para pessoas de todas as idades.


Na sua forma impressa - ou mais recentemente, na plataforma digital -, todos os dias o jornal publica textos diversificados, verbais (notas, notícias, reportagens, artigos, editorial, resenhas, crônicas etc.) e não-verbais (charges, caricaturas, fotografias, mapas, gráficos etc.) sobre múltiplos assuntos como educação, cultura, política, economia, esportes, cidadania e serviços, entre muitos outros. Tudo isso torna este veículo de comunicação um material atrativo, uma fonte inesgotável de informação diária para pesquisas sobre fatos e assuntos da atualidade, muitas vezes até do passado (nas reportagens especiais) e do futuro (como as pesquisas e descobertas científicas que, por exemplo, podem mudar a condição do homem na Terra).

É inegável que o jornal leva o mundo para dentro das salas de aula e estimula a prática da leitura, discussão, análise e reflexão, mais a comparação, a síntese e a conclusão. Ou seja, todo o processo de leitura é constantemente sistematizado, o que leva os alunos a contextualizar o aprendizado escolar e a entender melhor o seu papel na sociedade como cidadãos pró-ativos, participativos, agentes modificadores da realidade social. É desta forma que esta nova ferramenta da educação propicia a formação de seres humanos capazes de compreender sua realidade e nela interferir de maneira positiva.

Afirmações que estão sendo documentadas pelos educadores que foram capacitados pela Folha da Região durante todo o ano de 2010 e desenvolveram, ao longo dos meses, várias experiências com a Folha da Região na Sala de Aula. De acordo com os relatos, o uso do jornal no ambiente escolar tem sido determinante para a formação de alunos leitores, bem informados e críticos, capazes de agora - e no futuro - conduzir seu destino, das suas comunidades e, oxalá, até da Nação.

Ayne Regina Gonçalves Salviano coordena o Programa Ler para Crescer da Folha da Região. É jornalista e professora. Especialista em Metodologia Didática e mestre em Comunicação e Semiíotica.

Nenhum comentário:

Postar um comentário