quinta-feira, 17 de março de 2011

A notícia de jornal

Hélio Consolaro

A notícia é uma narrativa sobre um acontecimento ocorrido, diferente do conto, do romance, da novela que são textos ficcionais, por isso as mesmas exigências de uma narrativa literária são do texto noticioso, como responder às perguntas básicas. Com duas diferenças: a linguagem da notícia é puramente denotativa e sua função é informar objetivamente.        

Os especialistas em jornalismo fazem distinção entre notícia e reportagem. Nilson Lage, em Estrutura da Notícia, a define “como reino de uma série de fatos a partir do fato mais importante ou interessante”. Já a reportagem procede ao “levantamento de um assunto conforme ângulo preestabelecido”.


Exemplificando: noticia-se que um houve um assalto; faz-se reportagem sobre a criminalidade em determinada cidade. Levantam-se os últimos atos criminosos, se há menores criminosos, em qual bairro os crimes são mais constantes, tipo de assalto que é mais comum. Pelo seu caráter de texto objetivo e sintético a configuração da notícia é bem mais rígida do que a da reportagem e o modelo mais simples da notícia é o lide.

O Dicionário de Comunicação define notícia assim: “Notícia é a informação exata e oportuna dos acontecimentos, opiniões e assuntos de todas as categorias que interessam aos leitores; são fatos essenciais de tudo o que aconteceu”. Para se produzir uma notícia é preciso que o redator pesquise, apure os fatos, selecione os dados importantes e os interprete. Sua linguagem, ligada à função referencial, tem estrutura rígida. Escreveu Lage: “Conceitos que expressam subjetividade estão excluídos: não é notícia o que alguém pensou, imaginou, concebeu, sonhou, mas o que alguém disse, propôs, relatou ou confessou. É também axiomática, isto é, se afirma como verdadeira: não argumenta, não constrói silogismo, não conclui nem sustenta hipóteses. O que não é verdade, numa notícia, é fraude ou erro”.

A notícia responde às seguintes perguntas básicas: 1) O quê? 2) Quem? 3) Onde? 4) Quando? 5) Por quê? 6) Como? 7) Por isso? As respostas às perguntas 1, 2, 3 e 4 são indispensáveis ao texto da notícia. Já as 5, 6 e 7 são prescindíveis.

Nenhum comentário:

Postar um comentário