quinta-feira, 24 de março de 2011

Marcelo Gleiser e Frei Betto refletem sobre fé e ciência

De um lado, um frade católico engajado politicamente e, do outro, um cientista judeu agnóstico - o que poderia ser um encontro marcado por troca de farpas resultou, ao contrário, em um estimulante debate dos aspectos essenciais da vida: a materialidade e a fé.

Frei Betto e Marcelo Gleiser aceitaram o convite da editora Agir para a conversa que resultou no livro "Conversa sobre a Fé e a Ciência", que será lançado hoje à noite, na Livraria Cultura do Shopping Villa-Lobos A dupla estará presente para um descontraído debate, juntamente com o mediador Waldemar Falcão.


LIVRO
O livro recupera as trajetórias de Gleiser e Frei Betto até chegar ao confronto de ideias. "O difícil diálogo entre a fé e a ciência em um passado não muito remoto, suas relações com o poder e com o fundamentalismo em todas as suas colorações, o respeito aos espaços que cada saber ocupa na sociedade, todos foram abordados de maneira totalmente desassombrada e, quando necessário, de forma autocrítica por um e por outro, sem nenhum constrangimento", escreve Falcão, na introdução.
De fato, a defesa que cada um faz de seu ponto de vista é estimulante.

DOGMA
"Não existe dogma na ciência, quer dizer, você tem teorias que são aceitas, mas essas teorias podem ser questionadas, até mesmo derrubadas ou complementadas no futuro", comenta Gleiser, quando o assunto envereda para ciência e fé. "Foi muito cômodo enquanto a Igreja teve hegemonia sobre a ciência, ou, em outras palavras, enquanto ela se adequou à cosmologia do Ptolomeu", responde Betto.

"A Igreja entrou em pânico no momento em que a ciência se tornou independente dela, e esse pânico historicamente vem, de um lado, pela ciência, de outro, pelos místicos. Falávamos que os místicos eram clandestinizados. Hoje são pouco conhecidos. Sempre à margem, de alguma forma, porque sempre incomodaram o poder. O místico é uma pessoa extremamente livre." (Agência Estado)

Um comentário:

  1. Gostei muito do livro Fé e Ciência .
    Fico super chateada por nem todos terem acesso ao livro...Dei de presente para 04 pessoas e pedi que repassasem adiante.
    Estimular a leitura e´de essencial importancia
    principalmente se tratando de bons livros.

    ResponderExcluir