terça-feira, 15 de março de 2011

Jornal também é ferramenta para aulas do ensino superior

O professor João Francisco de Azevedo Barretto, de Araçatuba, é docente do curso de Direito da Universidade Federal do Mato Grosso do Sul, em Três Lagoas. Lá, ministra as disciplinas de Direito Internacional e Direito Constitucional. Há anos, usa os jornais como ferramenta para incrementar as suas aulas.

A experiência trouxe resultados importantes para os acadêmicos e para o próprio professor, que é mestre pela Unaerp (Universidade de Ribeirão Preto) e especialista pela USP (Universidade de São Paulo). João Barretto, que é membro efetivo da Comissão de Ensino Jurídico da Ordem dos Advogados do Brasil - Seção São Paulo, destaca algumas destas passagens:


Por que usar jornais no ensino superior?
Ao assumir a disciplina Direito Internacional Público, em 1999, em Fernandópolis, constatei que os alunos não compreendiam bem a relação de direito entre os países. Essa situação se repetiu, e ainda se repete, em várias escolas, de diversas cidades. Busquei inicialmente no jornal - e também em revistas - a fonte de temas atuais que pudessem vincular o aluno ao conteúdo da disciplina. Passei a exigir um texto por semana, à escolha do aluno. Em cada aula, eram escolhidos, aleatoriamente, alguns dos textos apresentados, imediatamente discutidos.

Que tipos de textos os estudantes podem escolher?
Para a preparação das aulas, utilizo-me especialmente de notícias, artigos e fotos. Os alunos, prefiro que selecionem notícias para que, dentre as várias internacionais, possam escolher aquelas relacionadas ao Direito Internacional.

Quais os efeitos observados?
Os positivos estão relacionados à imediata reação dos alunos ao conteúdo, com uma maior participação na aula. O principal efeito negativo foi notar que muitos se sentiram excluídos por não ter acesso regular e fácil ao material solicitado. Com a minha insistência, muitos entenderam a importância da atividade, esforçando-se para obter o material necessário. (Ayne Salviano)

Nenhum comentário:

Postar um comentário